Richard Chase – O Vampiro de Sacramento


Richard Chase

Richard Chase

 

Richard Chase nasceu em San Jose, Califórnia. Ele foi abusado pela mãe, e Chase exibiu com apenas 10 anos, deu sinais de enurese, piromania, e zoosadismo. Em sua adolescência, ele era conhecido por ser um alcoólatra e usuário de drogas crônico.
.
Richard desenvolveu com os anos hipocondria. Ele muitas vezes se queixava de que seu coração fosse ocasionalmente “parar de bater”, ou que “alguém tinha roubado sua artéria pulmonar”. Ele as vezes segurava laranjas na cabeça, acreditando que a vitamina C seria absorvida por seu cérebro por meio de difusão. Ele também acreditava que seus ossos cranianos tinham se separado e estavam se movendo ao redor, para isso ele raspou a cabeça, a fim de assistir a esta atividade.
.
Depois de deixar a casa de sua mãe (acreditando que ela estava tentando envenená-lo), Richard Chase alugou um apartamento com os amigos. Colegas de quarto de Richard reclamavam que ele estava constantemente embriagado por álcool, maconha e LSD. Richard também andava ao redor do apartamento nu. Seus colegas de quarto de exigiram que ele fosse embora. Quando ele se recusou, seus colegas de quarto resolveram ir embora.
.
Uma vez sozinho no apartamento, Richard Chase começou a capturar, matar e estripar vários animais, que ele então devorava crus, às vezes misturando os órgãos crus com Coca-Cola em um liquidificador e bebia a mistura. Richard argumentou que ao ingerir as criaturas, ele estava impedindo que seu próprio coração se encolhesse.
.
Em 1975, Richard Chase foi levado involuntariamente a uma instituição mental, depois de ter parado em um hospital por injetar o sangue de coelho em suas veias. Ele muitas vezes compartilhava com a equipe médica fantasias sobre matar coelhos. Certa vez, ele foi encontrado com manchas de sangue em torno de sua boca: a equipe do hospital descobriu que ele tinha bebido o sangue de aves e tinha jogado os cadáveres das aves fora por sua janela da sala de hospital. A equipe começou a se referir a ele como “Dracula”.
.
Richard foi diagnosticado como um paranóico esquizofrênico. Depois de passar por uma bateria de tratamentos que envolvem drogas psicotrópicas, Richard Chase deixou de ser considerado um perigo para a sociedade e, em 1976, ele foi libertado sob a fiança de sua mãe. Sua mãe o deixou no seu antigo apartamento e não continuou o tratamento com os remédios receitados.
.
Uma investigação posterior revelou que em meados de 1977, Richard Chase foi parado e preso em uma reserva na área de Pyramid Lake (Nevada). Seu corpo estava manchado com sangue e um balde de sangue estava em seu caminhão. Foi provado que o sangue era de vaca, e nenhuma acusação foi feita
.
Em 29 de dezembro de 1977, Chase matou sua primeira vítima conhecida em um tiroteio. A vítima, Ambrose Griffin, foi um engenheiro de 51 anos de idade e pai de dois filhos. Depois do tiroteio, um dos filhos de Griffin relatou ter visto um vizinho andando em torno de seu bairro de East Sacramento com um rifle calibre .22. Rifle do vizinho foi apreendido, mas a balística dos testes determinou que não era a arma do crime.
.
Ele tentou entrar na casa de uma mulher, duas semanas depois, mas porque as portas estavam trancadas, ele desistiu. Richard disse aos detetives (depois quando estava preso) que ele considerava as portas fechadas como um sinal de que ele não era bem-vindo, mas portas destravadas eram um convite para entrar. Uma vez ele foi pego roubando coisas numa casa e expulso por um casal uma vez. Ele também tinha urinado e defecado em suas camas e roupas.
.
Teresa Wallin foi a próxima vítima de Richard, em 23 de janeiro. Grávida de três meses na epoca, Wallin foi surpreendida em sua casa por Richard Chase, que atirou três vezes, matando-a com a mesma arma que ele usou para matar Griffin. Ele então estuprou o cadáver enquanto o apunhalava várias vezes com uma faca de açougueiro. Ele, então, removeu múltiplos órgãos, cortou um de seus mamilos e bebeu o sangue. Antes de sair, ele coletou fezes de cachorro do quintal e as enfiou na boca da vítima até a garganta.

.

uma das vítimas e a cena do crime.

uma das vítimas e a cena do crime.

.
Em 27 de janeiro, Chase cometeu seus assassinatos finais. Indo invadir mais casas, ele encontrou seu amigo, Danny Meredith, a quem ele atirou com seu revólver calibre 22. Roubou as chaves, a carteira e o carro de Danny Meredith, e prosseguiu com sua fúria assassina. Então ele invadiu a casa de Evelyn Miroth, em quem atirou fatalmente, em seguida matou Jason o filho (6 anos) de Evelyn, e David, o sobrinho de 22 meses. Tal como anteriormente, Richard Chase praticou necrofilia e canibalismo com o cadáver de Evelyn.
.
Uma menina de seis anos de idade, com quem Jason Miroth brincava, bateu na porta, assustando Richard Chase, que fugiu do local no carro de Danny Meredith, tendo o corpo do bebe com ele. A menina alertou um vizinho, que então alertou a polícia. Ao entrar na casa, a polícia descobriu que Chase havia deixado marcas de mãos perfeitas e marcas de sapato no sangue de Evelyn Miroth.
.
Ele foi pego em 1979. E ao entrar no apartamento de Richard Chase, os investigadores encontraram o seguinte:
.
• Paredes cobertas de sangue, bem como o piso, teto e utensílios de cozinha no mesmo estado;
.
• Um liquidificador Smoothie no balcão, cobertos de sangue e contendo órgãos podres;
.
• partes do corpo de animais embrulhados em papel alumínio na geladeira;
.
• cérebro do bebê que Richard matou e roubou, em um recipiente Tupperware dentro de sua geladeira, bem como outras partes do seu corpo envolto em Saran Wrap;
.
• Vários órgãos de Evelyn Miroth e Teresa Wallin dentro da geladeira;
.
• coleiras para animais;
.
• Diagramas colocados para fora no balcão que descreviam órgãos humanos;
.
• Jornais, com inúmeros anúncios de cães circulados;
.
• Pedaços de osso na cozinha;
.
• Um calendário com a palavra “hoje” escrito nas datas dos assassinatos Wallin e Miroth, bem como a mesma palavra escrita em mais 44 datas no mesmo ano.
.
Em 1979, Chase foi julgado por seis acusações de assassinato. A fim de evitar a pena de morte, a defesa tentou tê-lo considerado culpado de assassinato em segundo grau, o que resultaria em uma sentença de prisão perpétua. O caso articuladou sobre a história da perseguição de doença mental e a sugestão de que seus crimes não foram premeditados.
.
Em 8 de maio, o júri o considerou culpado de assassinato em primeiro grau e Chase foi condenado a morrer na câmara de gás. Eles rejeitaram o argumento de que ele era inocente por motivo de insanidade. Seus colegas de cela, conscientes da natureza gráfica e bizarra de crimes de Chase, o temiam, e de acordo com funcionários da prisão, muitas vezes eles tentaram persuadir Richard Chase a cometer suicídio.
.
Richard Chase concedeu uma série de entrevistas com Robert Ressler, durante o qual ele falou de seus temores de nazistas e UFOs, alegando que, embora ele tivesse matado, não foi culpa dele; ele tinha sido forçado a matar para se manter vivo, que ele acreditava que qualquer pessoa também faria isso. Ele pediu a Ressler para dar-lhe acesso a uma arma de radar, com o qual ele poderia apreender os alienigenas nazistas, de modo que os nazistas poderiam ser julgados pelos assassinatos. Ele também entregou a Ressler uma grande quantidade de macarrão e queijo, que ele guardava nos bolsos das calças, acreditando que os funcionários da prisão estavam em aliança com os nazistas e tentavam mata-lo com comida envenenada.
..
Em 26 de dezembro de 1980, um guarda verificando as celas, encontrou Richard Chase deitado desajeitadamente em sua cama, sem respirar. Uma autópsia determinou que ele cometeu suicídio com uma overdose de antidepressivos receitados pelo médico da prisão, que ele tinha guardado ao longo de várias semanas.

~ por Vodevil em 11 de janeiro de 2016.

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: