Dennis Rader (BTK) – Bind, Torture and Kill


Dennis Rader - o BTK

Dennis Rader – o BTK

Mesmo como uma criança, Dennis Rader por muito tempo abrigou fantasias secretas e obscuras de escravidão e tortura. Quando criança, ele matou cães e gatos por enforcamento, mas ele aprendeu a manter a violência escondida.

Dennis Rader serviu na Força Aérea dos EUA. Em 1957, foi confirmado como membro da Igreja Lutherana. Casou-se com Paula Dietz e teve um filho.

  • Os Primeiros Crimes

Dennis Rader rondava bairros e escolas, fantasiando sobre torturar e matar as pessoas que ele observava. Logo ele precisava agir, colocar pra fora suas fantasias, então começou a perseguir a família Otero, que se tornaram suas primeiras vítimas. Em 15 de janeiro de 1974, ele cortou a linha de telefone da família e entrou pela porta dos fundos com um “Hit Kit”, que consiste de uma arma, cordas, facas e quebrar-suprimentos.

cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Ele assassinou estrangulado o pai, Joseph, com uma corda de ligadura, em seguida, amarrou a esposa, Julie a ameaçou e a espamcou antes de estrangula-la manualmente. O filho do casal, Joseph Otero II (9 anos) foi estrangulado e encontrado com 3 sacos plásticos na cabeça. Dennis Rider tentou estrangular a filha do casal, Josephine, mas ela reviveu e Rader a levou para o porão, onde foi estrangulada, depois do crime Rider ainda se masturbou sobre as pernas expostas da vítima, deixando o sêmen no local. A vítima foi encontrada com o corpo parcialmente vestido, com uma corda no pescoço e pendurada no encanamento do porão,.

Os outros três filhos do casal não sofreram lesões, pois se encontravam na escola na hora do crime. Ele roubou um relógio e um rádio da casa, e como foi encontrado seu sêmem no local, indicava que ele sentia prazer ao matar.

cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Naquele mesmo ano, Dennis Rader invadiu a casa de Kathryn Bright (21 anos). Ela chegou em casa com seu irmão Kevin, e foram surpreendidos por Dennis Rider na casa. Ele a forçou entrar num quarto e a amarrou, mas seu irmão entrou em uma lutar corporal contra o assassino. Rider então sacou uma arma e deu dois tiros e Kevin, que sobreviveu e correu para a rua pedindo ajuda. Como o assassino ficou sem tempo para agir, esfaqueou diversas vezes o corpo de Kathryn, que não resistiu e morreu. Ele estava com raiva, pois não foi capaz de usar seu método preferido para matar: o estrangulamento. Dennis Rider fugiu enquanto a policia chegava.

cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Já em Outubro de 1974, Rader começou a enviar cartas para jornais e para a polícia. Rader livou para o jornal Wichita Eagle e disse que ele tinha deixado uma carta em um livro de engenharia na biblioteca pública de Wichita. O jornal chamou a polícia, que recuperou a carta de Rader na qual ele descreveu o assassinato da família Otero em detalhes revoltantes. Na carta, Rader escreveu “I did it myself with no ones [sic] help … the code words for me will be Bind them, toture [sic] them, kill them: BTK …” (“Eu fiz isso sozinho, sem ninguém [sic] ajudar … as palavras código para mim serão vendá-los, tortura-los, matá-los: BTK …”). Em outro trecho da carta ele dizia assim: “Eu não consigo me controlar, vocês provavelmente me chamarão de psicopata, estuprador, mas isso é mais forte que eu, há um monstro dentro de mim”.

Rader começou o trabalho de instalar sistemas de alarme casas, em 1974. Naquele mesmo ano, ele se matriculou na Universidade Estadual de Wichita. Nos anos seguintes (1975 e 1976), entre um novo filho, sua escolaridade e trabalho para a empresa de alarme, Rader não tinha muito tempo para o assassinato. Em 1977, porém voltou a matar, ele amarrou e estrangulou mais duas vítimas:

  • Shirley Vian – 26 anos: Encontrada amarrada e enforcada em sua cama, com um plástico sobre a cabeça. Ele amarrara uma corda em volta de seu pescoço, mãos e pés. Vivian tinha três filhos, mas os mesmos não sofreram nenhuma lesão, pois foram trancados no banheiro. Numa carta que BTK enviou a policia, ele contou que o filho mais novo (5 anos) de Vivian foi quem tinha o deixado entrar, e enquanto matava a moça, foi interrompido por um telefonema.
  • Nancy Fox: Foi amarrada e estrangulada com meias de nylon em sua casa. A fiação do telefone havia sido cortada e ela estava parcialmente vestida. A voz de BTK fora gravada quando ele ligou a policia pra informar mais um homicídio de sua autoria.
cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Ele enviou cartas e um cartão postal para o jornal reivindicando a responsabilidade por todos os assassinatos, juntamente com alguns assustadores poemas. Nas cartas ele incluiu seu simbolo: BTK. Confrontados com as cartas, insultos e contínuos assassinatos, a polícia de Wichita decidiu que eles tinham que alertar o público de que havia um serial killer à solta. Uma geração de mulheres Wichita cresceu aterrorizada, verificando telefones para tons de discagem e olhando através de salas depois de voltar para casa.

Em junho de 1979, Anna WIlliam recebeu uma carta com um poema de nome “Oh Anna! Why didn’t you appear?” (Oh Anna! Porque você não apareceu?), e isso indicava que ele havia entrado em duas casa com a intenção de matá-la, mas desistiu quando ela não apareceu.
Na década de 1980, Rader se formou com diploma de bacharel em justiça criminal e foi mais fundo na vida familiar. Ele estava mais envolvido na sua Igreja Luterana e era líder escoteiro na tropa de seu filho. Rader também parou de enviar cartas sobre seus assassinatos, mas nunca parou de observar as pessoas na rua.

cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Em 1985, ele atacou novamente. Rader foi com seu filho em um acampamento de escoteiros em abril daquele ano, quando ele veio com um motivo para se ausentar. Ele sequestrou Marine Hedge (53 anos) de sua casa, em Park City, no Kansas. Seu corpo foi encontrado oito dias depois, estrangulado. Uma meia calça foi encontrada perto de Marine, e ela morava na mesma rua que Rader. Só em 2005 este caso foi relacionado aos crimes de Rader. Depois de cometer o crime, ele voltou para o acampamento como se nada tivesse acontecido. Um ano depois (1986) ele matou Vicki Wegerle, uma mãe de 28 anos de idade, também estrangulada.

Rader saciou sua sede de sangue pela última vez em 1991. Dennis Rader cometeu vários assassinatos ao longo dos anos e conforme o tempo passava, ele aperfeiçoou seus métodos mortais e começou a tomar os troféus e fotografias de suas cenas de crime. Ele também tirou fotos de si mesmo reencenando seus assassinatos ou das vítimas em várias posições após a morte.

cena de um dos crimes

cena de um dos crimes

Em 1991, mais uma vez ele orquestrou o assassinato para coincidir com uma viagem do acampamento escoteiro, escapulindo no meio da noite. Rader estrangulada Dolores Davis (62 anos) e em seguida, colocou seu corpo no porta-malas de seu próprio carro. Ele jogou o corpo debaixo de uma ponte, vestiu seu uniforme escoteiro mais uma vez e voltou para o acampamento. Ele voltou no dia seguinte para tirar fotos em várias poses com o corpo da vítima.

Embora ele parou de matar, ele nunca parou de fantasiar. Rader tinha envelhecido e cansado de seu estilo de vida doméstica com seus filhos já criados. Ele queria reviver seus anos de onda de assassinatos. Ele começou a plantar notas e uma falsa autobiografia em torno da área de Wichita. Ele deixou pacotes nas bibliotecas e nos parques, alguns incluindo bonecas mutiladas, outros tinham fotos ou troféus tirados das cenas de crime.

  • 19/02/2004: O jornal The Wichita Eagle recebeu uma carta reclamando a responsabilidade pelo assassinato de Wegerle, em Setembro de 1986. Dentro do envelope havia fotografias do local do crime e uma cópia da carteira de motorista da vítima. Foi a primeira comunicação do BTK desde 1979.
  • 15/12/2004: Foi encontrado um pacote em um parque, por um transeunte, contendo a carteira de motorista de uma vítima ainda não conhecida. O pacote foi enviado ao FBI.
  • 25/01/2005: A rede de TV KAKE recebeu um cartão postal que os levou a uma caixa de cereais com as letras BTK escritas sobre ela. O endereço do remetente no cartão postal era de uma das vítimas do BTK. ·
  • 16/02/2005: A rede de TV KSAS recebeu um pacote contendo uma carta, uma jóia e outro objeto. Tudo foi enviado aos laboratórios do FBI.
Todas as vítimas do BTK

Todas as vítimas do BTK

Seu erro fatal foi em perguntar a polícia se um disquete poderia ser rastreado até o computador que usou. A polícia respondeu a sua pergunta em um anúncio de jornal, dizendo que disquetes não poderiam ser rastreados. Isto, obviamente, era uma mentira, mas BTK enviada uma disquete com seus escritos nele armazenados. A polícia então estreou o disquete e chegou até a igreja onde Rader era um líder congregacional.

Dennis Rader foi preso no dia 25 de fevereiro de 2005 quando ele voltava do trabalho. Ele foi preso e rapidamente admitiu ser o assassino em série BTK, e sua longa e assustadoramente confissão foi arrepiante. Ele fez um bizarro discurso de meia hora pedindo desculpas em sua sentença.

Sua esposa, não sabia da vida dupla de Rader até sua prisão. Foi então concedido um divórcio de emergência e seus filhos não falam com ele desde então. Seus vizinhos custaram a acreditar que ele era o BTK.

Rader foi condenado por todos os assassinatos. O estado do Kansas não restabeleceram a pena de morte até depois de seus crimes, por isso Rader recebeu 10 penas de prisão perpétua consecutivas para os assassinatos em série BTK. Ainda existem controvérsias quanto ao número de vítimas de BTK, muitos casos antigos e sem solução tiveram ligações com a maneira que ele matava suas vítimas. Mas nada disso foi confirmado até hoje.

No vídeo abaixo vocês podem ver mais algumas fotos das cenas dos crimes.

~ por Vodevil em 4 de maio de 2015.

3 Respostas to “Dennis Rader (BTK) – Bind, Torture and Kill”

  1. […] Dennis Radder – Serial Killer BTK […]

    Curtir

  2. moça você faz tradução automática das postagens do inglês para o português, texto carece de correções , não dá pra ter uma leitura agradável.

    Curtir

  3. Todos os textos são editados, nenhum é simplesmente só jogado no tradutor. Se não está do agrado, tem o Famigerados, o Aprendiz Verde… Vários blogs e sites que tratam sobre o assunto, fique a vontade pra escolher😉

    Abraços

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: