Rachael Margaret Evans – A mulher que queria ser “um serial killer”


Rachael Margaret Evans “sempre quis ser uma serial killer” e tentou se tornar amiga de correspondência de Ivan Milat, o assassino de mochileiros na Austrália.

Rachael Margaret Evans

Rachael Margaret Evans

Rachael Evans, que se declarou culpada do assassinato por estrangulamento de Colleen Ayers (33 anos), estava programada para depor no Supremo Tribunal NSW contra um co-acusado, Micheal John Duffy, no fim do mês passado.
The Crown alega que Rachael Evans e o Micheal John Duffy juntos mataram Colleen Ayers e enterraram-na em uma cova rasa na propriedade de seus pais em Lakesland, ao sul de Sydney, em Maio de 2012.
Outro homem, Scott Derbridge, se declarou culpado de uma acusação de cúmplice de assassinato.
_____________________________ A Testemunha ______________________________
Uma jovem, que não pode ser identificada por razões legais (testemunha), tomava drogas e bebia grandes quantidades de álcool com o grupo na liderança até ao assassinato.

Em evidência, a jovem lembrou que no dia anterior ao assassinato, Rachael Evans estava lendo um livro em uma estação de trem chamado “Pior Assassino em série da Austrália, ou assassinos, ou algo do tipo”.

“Ela se recusou a deixar-me olhar para ele”, disse a jovem.

“Então ela começou falando sobre como falavam de Ivan Milat nesse livro e me disse ‘Eu costumava tentar escrever para ele, mas eles iriam enviar as cartas de volta’.”

A jovem disse ao tribunal que ela freqüentemente ouvia Rachael Evans dizer: “. Eu sempre quis ser um assassino em série”. A jovem disse que nunca levou a sério o que Rachael Evans dizia.

No tribunal foi dito que Colleen Ayers convidou Rachael Evans, Micheal John Duffy, Scott Derbridge e a jovem mulher de volta para a propriedade em 9 de maio, depois de um dia de uso de drogas e ter um ménage à trois.

Colleen Ayers conheceu o grupo em um pub em Picton.

O júri ouviu evidências de que o grupo pegou um trem para Campbelltown e foi verificado que ficaram em um hotel para descansar a noite. Eles usaram drogas, incluindo methylamphetamines.

A jtestemunha disse ao júri que ela foi forçada a filmar Micheal John Duffy, Colleen Ayers e Rachael Evans tendo relações sexuais. Ela contou que Colleen Ayers foi amarrada com lençóis e Micheal John Duffy e Rachael Evans realizaram vários atos sexuais com ela. “As coisas meio que ficou fora de controle … eu tinha 16 anos, eu nunca vi nada assim na minha vida”, disse ela. “Eu estava fora de minha cabeça como todo mundo.”

Na manhã seguinte, o grupo comprou drogas para compartilhar em um parque Campbelltown. E Colleen Ayers sugeriu que fossem à propriedade dos seus pais, pois eles estavam viajando.

No mês passado, a madrasta de Colleen Ayers, Judith Green, deu provas de que a Colleen não tinha permissão para ficar na propriedade sozinha e tinha sido proibida de convidar os hóspedes. Colleen Ayers teve de longa data problemas de saúde e abuso de substâncias tóxicas, e tinha estado recentemente em reabilitação de drogas.

A testemunha disse ao tribunal que naquela noite, o grupo, incluindo dois outros homens, pegaram um táxi para a propriedade dos Green, onde acenderam uma fogueira e começaram a beber na casa de hóspedes.

O jovem disse que Colleen Ayers “parecia martelada”. Rachael Evans disse a jovem que tinha dado à Colleen 100 ml de álcool etílico através de uma agulha, dizendo que era gelo.

Em seu depoimento, a jovem disse que, mais tarde, podia ser ouvido Micheal John Duffy e Colleen Ayers fazendo sexo em um quarto da casa de hóspedes e Rachael Evans tornou-se agitada.

“Rachael perdeu o enredo”, disse a testemunha

“Ela estava dizendo: ‘Eu vou fazer isso, eu vou fazer isso’.”

Rachael Evans pegou um cinto de couro e foi para o quarto.

“Tudo o que eu ouvi foi Colleen Ayers gritando, ‘por favor, não'”, disse a testemunha.

Ela entrou no quarto e acendeu a luz. Rachael Evans disse a ela: “Não olhe para o corpo.”

A testemunha disse que o corpo de Colleen Ayers “estava caído sobre a cama”.

Micheal John Duffy se declarou inocente de homicídio.

Ainda não foram dadas as sentenças….

~ por Vodevil em 3 de maio de 2015.

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: