Mais um fruto do terror na América é preso – O Serial Killer de Goiânia


A Polícia Civil informou ter apreendido, na casa do rapaz, em Goiânia, um revólver, uma moto e recortes de jornais com notícias sobre os assassinatos de moradores de rua. Os investigadores chegaram ao vigilante a partir de imagens registradas por várias câmeras de segurança. Aos delegados, o suspeito teria chegado a dizer que matava para “se livrar de uma angústia e por sentir prazer”. Hoje, o superintendente declarou que o vigilante matava “por raiva de tudo”.

Exames de balística feitos no revólver apreendido na casa do vigilante de 26 anos, detido dia 14 de outubro, indicam que a arma é a mesma com que foram disparados os tiros que mataram ao menos seis das vítimas. Morador de Goiânia, o rapaz é suspeito de ter assassinado várias mulheres e moradores de rua da capital, ao longo deste ano.

A informação foi divulgada pelo superintendente da Polícia Civil de Goiás, Deusny Aparecido Filho, em entrevista coletiva na manhã do dia 16. Preso em caráter temporário, o vigilante foi apresentado à imprensa em meio a um clima de tensão e comoção.

No momento em que o suspeito foi apresentado, parentes das vítimas que tiveram acesso ao local e que acompanhavam a coletiva passaram a gritar, exigindo justiça e xingando o suspeito, que foi rapidamente retirado do local.

Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, o suspeito era monitorado há mais de um mês. Em depoimento, ele chegou a mencionar ter cometido 39 homicídios, mas, até o momento, a Polícia Civil diz só ter indícios para suspeitar da participação do vigilante em 24 mortes, das quais de 16 mulheres e oito moradores de rua.

itens apreendidos na casa do suspeito

O superintendente da Polícia Civil evitou classificar o vigilante como um assassino em série, mas destacou que o rapaz confessou que não matava só mulheres, mas também moradores de rua. O fato torna ainda mais difícil compreender suas motivações.

(Retirado de Ig.com.br)

A polícia investigava apenas 13 mortes, porém o assassino confessou ter cometido 39 assassinatos, começando a matar em 2011. E todas as vítimas não tinham um perfil parecido.

Logo após ser preso, Tiago Henrique Gomes da Rocha tentou se matar em sua cela na prisão cortando os pulsos com o vidro de uma lâmpada, mas não teve sucesso.

as mulheres que foram mortas em Goiânia

Em entrevista na tarde do dia 17 de outubro, o assassino disse que gostaria de pedir desculpas à mãe dele e às famílias das vítimas pelos crimes. Ele não respondeu se acredita ser doente mental, mas falou em “arrependimento” e afirmou querer um tratamento médico para se livrar do que ele define como “sentimento de raiva”.

De acordo com o defensor do vigilante, Thiago Húascar, seu cliente comentou que sofreu abuso sexual durante a infância. O autor seria um vizinho. Além disso, o suspeito também afirma ter sofrido bullying na escola. Essas recordações trariam o tal sentimento a ele, motivando seus crimes. Para ele, o jovem é “insano” e precisa de tratamento.

~ por Vodevil em 18 de outubro de 2014.

2 Respostas to “Mais um fruto do terror na América é preso – O Serial Killer de Goiânia”

  1. alguém sabe se é verdade que esse cara anda recebendo muitas cartas de fãs estilo o maníaco do parque?

    Curtir

  2. Sim, a polícia já afirmou que ele recebe inúmeras cartas de mulheres.

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: