Serial killer do Alasca é encontrado morto – Robert Hansen


Robert Hansen

Um serial killer condenado pela morte de mais de uma dúzia de mulheres, morreu dia 18/09 em um hospital de Anchorage.

Hansen foi recentemente transferido para Anchorage devido a um declínio de saúde, e morreu às 2 da manhã no Hospital Regional Alaska, porta-voz do Alaska Department of Corrections, Sherrie Daigle disse que de acordo com soldados, Hansen tinha pedido para  “Não Ressuscitar”, e isso estava registrado até mesmo num arquivo da prisão.

O serial killer foi condenado pela morte de mais de uma dúzia de mulheres no Alasca, entre 1970 e 1980.  Hansen, que trabalhava em uma padaria em Anchorage, ficou conhecido como o “carniceiro Baker” depois de sua condenação em fevereiro de 1984 em diversas acusações que vão desde assalto até sequestro.

Um juiz condenou-o a servir 461 anos de prisão, além de uma sentença de prisão perpétua.

As autoridades acreditam que Hansen fez, pelo menos, entre 17 e 21 vítimas entre 1971 e 1983. Embora ele tenha admitido matar somente 14 pessoas, os corpos de dois outros foram encontrados depois que a polícia apreendeu um mapa da aviação de Southcentral Alaska com as marcas de 17 locais correspondentes com restos das vítimas, com ele.

Em 2003, soldados tentavam identificar “Eklutna Annie”, uma mulher encontrada perto de uma área de camping popular, que acreditavam ter sido morta por Hansen quase um quarto de século antes.

Uma equipe de filmagem de Hollywood visitou o estado em 2011 para fazer um filme sobre os assassinatos de Hansen, “O solo congelado.” A imagem resultante, estrelado por John Cusack como Hansen e Nicolas Cage como um policial do estado do Alaska investigando o caso, foi lançado em 2013.

Hansen passou a maior parte de seu tempo sob custódia do Alasca, no Centro Correcional de Spring Creek em Seward. Sua causa da morte será determinada pelo médico legista do estado. O Diretor Alaska State Troopers, coronel James Cockrell disse que sua agência, em grande parte, responsável por colocar Hansen atrás das grades, não fez comentários sobre a morte de Hansen.

“Isso foi um mau momento na história do Estado”, disse Cockrell.



As vítimas:

21 de julho de 1980: Uma mulher nunca identificada, conhecida apenas como “Eklutna Annie”, foi encontrada perto de  Eklutna Lake, uma área de camping popular, ao norte de Anchorage (p.s: as autoridades acreditam ser vítima de Hansen)

Julho 1980: O corpo de Joanne Messina também foi encontrado perto de Eklutna Lake.

12 de setembro de 1982: Sherry Morrow foi encontrada morta perto do rio Knik.

02 de setembro de 1983: o corpo de Paula Goulding é encontrado nas margens do Rio Knik.

24 de abril de 1984: o corpo de Malai Larsen foi encontrado perto de uma ponte velha no rio Knik.

24 de abril de 1984: Sue Luna foi encontrada morta perto do rio Knik.

25 de abril de 1984: DeLynn Frey foi encontrada morta perto de Horseshoe Lake.

26 abr 1984: Teresa Watson foi encontrada morta na Península de Kenai.

26 abril de 1984: Angela Feddern foi encontrada morta perto Figure Eight Lake.

29 de abril de 1984: Tamara Pederson foi encontrada morta perto de Knik Bridge.

9 de maio de 1984: o corpo de Lisa Futrell foi encontrado perto de Knik Bridge.

~ por Vodevil em 16 de setembro de 2014.

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: