Richard Cottingham, um aborto mal sucedido de Jack, o estripador.


Em 1981 Richard Cottingham, um funcionário da Cruz Azul em Nova York, foi condenado a 197 anos por 15 assassinatos, embora acredita-se até hoje que seu reinado de terror tenha muito mais vítimas, um número como 19 vítimas ou mais.

Seu alvo? Prostitutas. Richard alegava que as prostitutas precisavam serem punidas, pois viviam sem uma moral.
Richard foi ligado aos assassinatos por meio de impressões digitais encontradas em algemas deixadas nos corpos das duas vítimas. Em muitos aspectos, selvagem e adepto da mutilação de suas vítimas, Richard era uma reminiscência de Jack, o Estripador – muitas das vítimas tinham sido horrivelmente mutiladas. Richard Cottingham é um caso estranho, como um aborto mal feito de Jack o Estripador, pois sem dúvida tinha tendências homicidas, mas ele claramente tinha tido relações sexuais com todas as suas vítimas antes do abate-las, algo que seu “pai”, não havia feito em seus “crimes perfeitos”.

Corpo de uma das vítimas

Corpo de uma das vítimas

~ por Vodevil em 24 de março de 2012.

Uma resposta to “Richard Cottingham, um aborto mal sucedido de Jack, o estripador.”

  1. Vai tentar fazer cover e ainda faz malfeito.
    Cada uma…

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: