O “herói” que prendeu Dahmer ontem, assassino hoje.


Um homem que escapou por pouco da morte nas mãos do serial killer Jeffrey Dahmer duas décadas atrás foi preso e acusado de um homicídio de sua própria autoria.

Tracy Edwards foi saudado como um herói em 22 de julho de 1991 por mostrar a polícia onde era o apartamento de Jeffry Dahmer, onde haviam vítimas desmembradas, encerrando uma onda de homicídios canibais por um dos assassinos mais famosos do país.

Vinte anos depois, quase no mesmo dia, Edwards foi preso em 26 de julho de 2011 e acusado de atirar um homem para a morte de uma ponte na própria Milwaukee.

Se condenado, Edwards enfrenta 60 anos de prisão, possivelmente a mesma prisão na qual Dahmer passou seus últimos anos, antes que ele fosse espancado até a morte por um colega de cela em 1994.

Tracy Edwards atualmente

Tracy Edwards atualmente


“É como Humpty Dumpty,” disse Edwards. O advogado de defesa disse “É como se ele nunca fosse capaz de colocar os pedaços juntos novamente.”, se referindo ao trauma causado por ser vitima de um serial killer.

Edwards hoje tem 52 anos e vive como sem-teto. Ele foi visto parado em uma ponte sobre o Rio Milwaukee com outros dois homens sem-teto, Timothy Carr e Jonny Jordan. Uma testemunha em um posto de gasolina do outro lado da rua viu Edwards e Carr empurrando Jordan rio abaixo e chamou a polícia, segundo informações da polícia. Quando a polícia chegou, a vítima já estava morta por afogamento, segundo a polícia.

A polícia não divulgou o motivo para o crime.

• Uma breve reconstituição •

Edwards veio ser conhecido em 1991 quando ele conheceu Dahmer e mais tarde ajudou a policia a prende-lo.

Eles conversaram por um tempo em um bar, logo Dahmer convidou Edwards para ir em sua casa para beber cerveja e assistir a “O Exorcista”.Quando Edwards chegou, porém, o comportamento de Dahmer mudou, Edwards disse mais tarde. Dahmer descansou a cabeça no peito de Edwards, “cantou” junto com o filme, e depois ameaçou matár Edwards com uma faca de açougueiro e comer seu coração. Edwards ficou assustado, achando que era uma brincadeira, permitindo que Dahmer colocasse algemas em apenas um dos seus pulsos.

Edwards negociou com Dahmer, durante quatro horas, até que conseguiu sair para fora da casa. Ele correu pelas ruas com as algemas penduradas em seu pulso até que avistou uma viatura da polícia, disse-lhes que Dahmer havia tentado matá-lo, e os levou para a casa de Dahmer.

O apartamento de Dahmer

O apartamento de Dahmer


Dentro, a polícia descobriu um serial killer. Eles recuperaram as partes do corpo de 11 homens, incluindo quatro cabeças humanas armazenados em uma geladeira, caixas contendo partes do corpo, torsos em um barril de ácido, e fotografias de várias vítimas.

Edwards disse à polícia que escapou por ganhar a confiança de Dahmer. “Ele me subestimava”, disse Edwards no momento. “Deus me enviou lá para cuidar da situação.”

Mas quase imediatamente, a fama de herói de Edwards começou a lhe custar. Ele foi reconhecido pela polícia no Mississippi como um criminoso procurado por abuso sexual de uma menina de 14 anos de idade. Ele foi extraditado para enfrentar acusações de lá.

Quando Edwards voltou a Milwaukee, ele ajuizou uma ação contra o departamento de polícia da cidade por não terem investigado dicas anteriores sobre Dahmer que poderiam ter evitado outras mortes e seu encontro com Dahmer. Ele procurou $ 5 milhões, mas o processo foi expulso do tribunal de Milwaukee. Edwards não era parte de uma ação coletiva que concedeu a restituição do espólio de Dahmer para as famílias de suas vítimas, totalizando cerca de US $ 500.000.

Nos anos seguintes, começou a acumular mais fichas policiais, incluindo prisões por posse de drogas, roubo, danos à propriedades e por não pagar pensão alimentícia e fiança.

“Ele sempre assumiu a responsabilidade pelas coisas que ele fez no passado”, disse Kscicinksi.

Agora, o herói de 1991 aguarda julgamento pela morte de Jordan. Sua acusação foi atualizada a parti

Jeffrey Dahmer

Jeffrey Dahmer

r de descuido ao homicídio imprudente e, se condenado, Edwards enfrenta até 60 anos de prisão. Ele entrou com um pedido em dezembro, e está programado para ir a julgamento em janeiro de 2012.

Carr, que só foi acusado de pôr em perigo de forma imprudente, se declarou culpado e aguarda sentença.

Agora digam, valeu mesmo a pena salvar uma vida de uma vítima de um serial killer, para depois ele matar???

~ por Vodevil em 22 de janeiro de 2012.

Uma resposta to “O “herói” que prendeu Dahmer ontem, assassino hoje.”

  1. O heroi de ontem é o assassino de amanhã!!!

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: