Investigação Forense e a análise de sangue


Em 1836, um químico escocês chamado James Marsh desenvolveu um teste químico para detectar o arsênico, que foi usado durante um julgamento por assassinato.

Em 1930, o cientista Karl Landsteiner ganhou o Prêmio Nobel para a classificação de sangue humano em seus diversos grupos. Seu trabalho abriu caminho para a futura utilização do sangue em investigações criminais. Os testes foram desenvolvidos em meados de 1900 para analisar saliva, sêmen e outros fluidos corporais, bem como para fazer exames de sangue mais precisos.

Manchas de sangue são importantes para a evidência forense, porque eles nos dizem:
origens da mancha de sangue
distância de mancha de sangue do alvo
direção de onde o sangue sofreu impactado
velocidade a partir do qual deixou a sua fonte de sangue
posição de vítima e agressor
movimento de vítima e agressor
número de golpes / tiros

~ por Vodevil em 27 de dezembro de 2011.

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: