“The Night Caller” – Eric Edgar Cooke.


Eric Cooke nasceu em 25 de fevereiro de 1931 no Victoria Park, um subúrbio de Perth e era o mais velho de três filhos. Seu pai foi forçado a se casar, quando a mãe de Cooke descobriu que estava grávida de Cooke. Mais tarde o pai de Cooke mostrou ser alcoolatra e ter nenhuma afeição com o seu único filho. Cooke era submetido a espancamentos por nenhuma razão aparente, também fora muitas vezes espancado por seu pai enquanto tentava proteger sua mãe de explosões violentas de raiva, do pai. Cooke era freqüentemente hospitalizados por ferimentos na cabeça e teve suspeita de lesão cerebral. Ele também sofria de dores de cabeça recorrentes.

Cooke foi muito “zuado” na escola, devido ao impedimento de um lábio leporino e fenda palatina. As cirurgias para reparar as deformidades não foram totalmente bem-sucedidas e o deixaram com uma ligeira deformidade facial, ele falava quase que um murmúrio. Deixou a escola aos 14 anos para trabalhar e ajdar sua família, já que seu pai vivia alcoolizado. Como um adolescente, rejeitado por seus colegas devido à sua deficiência, Cooke não tinha vida social, pouco dinheiro e passava as noites envolvido em crimes e atos de vandalismo.

Passou 18 meses em uma prisão por queimar uma igreja depois de ter sido rejeitado em uma audição do coro. Aos 18, foi condenado a três anos de prisão depois de ser preso por incêndio criminoso e vandalismo. Aos 21 anos, se juntou às Forças Armadas, mas foi dispensado após 3 meses, por seus antecedentes criminais.

Eric Cooke

Eric Cooke

Um ano depois, em 14 de outubro de 1953, casou-se com Sarah (Sally) Lavin. Tiveram apenas um filho, mas deveriam ter sete filhos. Embora agora casado e com filho, Cooke continuou a vaguear pelas ruas todas as noites e foi preso várias vezes por delitos. Em 1955 ele foi preso por roubar um carro e condenado a dois anos de trabalho duro. Após sua liberdade, voltou a roubar durante a noite, mas agora usava luvas, para não deixar pistas.

Seu comportamento era inconsistente e bizarro. SE envolveu em vários tiroteios, e em cada um deles usou rifles diferentes. As vítimas foram esfaqueadas com facas e tesouras, e além de um machado. Uma das vítimas foi morta a tiros depois de responder a uma batida na porta, vários foram mortos depois de acordar enquanto Cooke estava roubando suas casas, dois foram baleados durante o sono; outra vítima foi estrangulada com o fio de seu próprio abajur e arrastado até o gramado de um vizinho, onde foi violada com uma garrafa de uísque vazia, que depois foi deixada nos braços da própria vítima. Em 1960, as pessoas muitas vezes deixavam as chaves na ignição de seus carros durante a noite, e Cooke, aproveitando isso, roubava um carro quase todas as noites e devolvia antes do proprietário acordar. Cooke alegou que ele só queria magoar as pessoas.

Cooke foi finalmente pego depois que uma espingarda foi encontrada escondida em um arbusto em agosto de 1963. Testes de balística mostraram que a arma tinha sido usada para assassinar Shirley McLeod. A polícia voltou ao local e amarrou um fuzil inoperante similar ao arbusto com linha de pesca, na construção ao lado, a polícia esperava que o proprietário voltasse para pegá-lo, Cooke só apareceu 17 dias depois. Quando capturado, Cooke confessou inúmeros crimes, incluindo 22 crimes violentos – 8 homicídios e 14 tentativas tentativas de assassinato. Ele foi condenado com base na amostra do assassinato de John Lindsay Sturkey. Em suas confissões, Cooke demonstrou uma boa memória, excepcional para os detalhes de seus crimes, independentemente de há quanto tempo ele havia cometido os delitos. Por exemplo, ele confessou ter mais de 250 roubos e foi capaz de detalhar exatamente o que ele tomou, incluindo o número e as denominações das moedas que ele havia roubado de cada local.

Este foi um serial killer incomum, seu modus operanti variava de pessoa para pessoa, assim como suas víimas. Geralmente os serial killers tem um unico modus operanti e seguem um padrão (lógico para eles, que varia de assassino para assassino) para a escolha das vítimas.

Foi executado em 26 de outubro de 1964, e foi a última pessoa enforcada na Austrália Ocidental.

~ por Vodevil em 22 de maio de 2011.

Uma resposta to ““The Night Caller” – Eric Edgar Cooke.”

  1. Sofrer maus tratos na infancia deve ser bastante traumatico.
    Mas o quanto isso influencia na formacao do carater de uma pessoa?
    A maldade esta la desde sempre ou vai sendo absorvida com o tempo?
    Fascinante a mente humana…

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: