o prazer primitivo-perverso um orgasmo sombrio – Jeffrey Dahmer (part I)


Jeffrey Dahmer nasceu em 1960, em Milwaukee, cidade dos EUA. Segundo seu pai, Lionel, sua gravidez foi desejada e seu nascimento, festejado. Ele lembra-se do dia em que, Jeffrey já criança, cuidaram de um pássaro machucado e o viram voar, já curado. “Os olhos de Jeff estavam bem abertos e brilhavam. Talvez foi o momento mais simples e feliz da vida dele.”, falou seu pai, anos depois. Sua família se mudou para Ohio quando tinha ele 6 anos. A mãe engravidou novamente. Nesta época, Jeff teve um transtorno chamado “ansiedade de separação” – necessidade de estar sempre próximo aos familiares.
Aos 8 anos, supostamente foi abusado por um vizinho, mas esta história nunca foi confirmada. Por volta dos 10 anos, Jeffrey Dahmer fazia “experiências” com animais mortos. Descorava ossos de galinhas utilizando ácidos, pregou os restos de um cachorro a uma árvore. Apesar disto, foi uma criança relativamente “normal”, segundo seu pai, até a adolescência, quando começou a ficar realmente introvertido, isolado.

O primeiro homicídio
Quando Dahmer tinha 18 anos, seus pais se separaram. Foi nesta idade o seu primeiro homicídio. Dahmer pegou um caronista, levou para sua casa, conversaram, beberam, possivelmente transaram. Quando ele quis ir embora, Dahmer acertou sua cabeça com um halteres, depois o estrangulou (“Eu não sabia mais como mantê-lo comigo.”, disse Dahmer depois), desmembrou seu corpo (e sentiu-se novamente excitado) e o enterrou no quintal.
Um tempo depois, Dahmer se inscreveu para um serviço de seis anos no Exército – na verdade, por causa dos problemas com a bebida, o pai de Dahmer deu-lhe duas opções: trabalhar ou ir para o Exército, já que na faculdade ele não conseguia se manter.
Jeffrey Dahmer só ficou dois anos nas Forças Armadas, tendo sido dispensado por uso intenso de álcool. Passou grande parte deste período do Exército na Alemanha. Ao voltar, supostamente desenterrou a primeira vítima, para ver o estado em que se encontrava.

Em 1982, com 22 anos, mudou-se para a casa da avó, no Wisconsin. Neste ano teve um problema policial por atos obscenos em público (masturbação). Em setembro de 1987, tendo aí seus 27 anos, Jeffrey Dahmer começou a matar efetivamente, em Milwaukee. O primeiro, desta nova fase, foi assassinado em um quarto de hotel. Jeffrey diria depois que não se lembrava como o matou. Haviam bebido muito e quando Jeffrey acordou ele estava morto, com sangue na boca. Levou o corpo para casa, fez sexo com o cadáver, masturbou-se sobre ele, o desmembrou.
A segunda morte foi alguns meses depois, a vítima foi um jovem de 14 anos. Jeffrey Dahmer havia efetivamente se transformado em um serial killer…

Sua avó estava achando seu comportamento estranho, naqueles tempos, e o expulsou. Chegou a ser levado a julgamento por molestar um menor. O garoto era do Laos, da família Sinthasomphone. A acusação pediu uma pena grande, alegando que por baixo da superfície de calma daquele homem havia alguém bastante perigoso. Psicólogos que o avaliaram recomendaram hospitalização e tratamento, pois era manipulador e evasivo. A própria defesa argumentou que tratamento seria melhor que prisão, mas que Jeffrey Dahmer ainda tinha condições de ficar em liberdade. Dahmer colocou a culpa de seu ato no álcool e disse que foi um momento de “idiotice”, pediu perdão e disse que isto não ocorreria novamente. Foi condenado ao regime semi-aberto por um ano, devendo ficar 5 anos sob condicional.
Jeffrey Dahmer foi liberado da pena em dez meses, apesar de uma carta do seu pai pedindo que fosse solto apenas após receber tratamento

~ por Vodevil em 1 de fevereiro de 2011.

4 Respostas to “o prazer primitivo-perverso um orgasmo sombrio – Jeffrey Dahmer (part I)”

  1. OLA! ESSE MUNDO DO CRIME É BASTANTE BIZARRO, NÃO?! É DIFÍCIL ACREDITAR QUE EXISTEM PESSOAS COM ESSE PERFIL . ISSO NOS ALERTA PARA TERMOS CUIDADO COM ESTRANHOS. GOSTO MUITO DO SEU BLOG E SIGO LENDO-O BASTANTE. VIVO NA CIDADE DE BELO HORIZONTE.

    Curtir

  2. É, o ser humano consegue se camuflar de várias maneiras e nos surpreender como menos esperamos…
    Fico feliz em saber que acompanha o blog e gosta das matérias. Continue comentando, gosto muito de saber da opinião dos meus leitores, uma crítica ou uma sugestão sempre é bem vinda 😉 Obrigada

    Curtir

  3. véio o cara neim era feio tipo olhos azul loiro e tals pra ke issu acabar com a viida dele putz … eu axei ele bunitoo mas nao quria topar com ele ai ke medooo
    adorei seu blog é otimoo parabens vou seguir(rsrsrsrsr)

    Curtir

  4. Gente essa cara de sínico que ele faz é apaixonante

    Curtir

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: