Javed Iqbal – Não tão ácido quando Dahmer, mas mais mortal que Ramirez…


O paquistanês Javed Iqbal, nascido em 1956, escreveu uma carta para a polícia em dezembro de 1999, na qual confessou o assassinato de 100 garotos com idade entre 6 e 16 anos. Nesta carta, ele afirmava ter estrangulado e esquartejado suas vítimas e desintegrado seus corpos com ácido hidroclorídrico.

Em março de 2000 ele foi condenado à morte. O que chama a atenção é o ineditismo da sentença: o juiz determinou que fosse da mesma forma cruel com que matou suas vítimas. Ele será estrangulado 100 vezes, retalhado em 100 pedaços e dissolvido em ácido. Tudo isso em Minar-e-Pakistan, a principal praça da cidade paquistanesa de Lahore, diante dos pais das crianças assassinadas. Por garantia, caso a pena seja revertida no futuro, o juiz ainda o condenou a 700 anos de prisão. Engenheiro químico, Iqbal está preso desde dezembro de 1999, quando a polícia encontrou as roupas das 100 vítimas, além de fotografias e anotações detalhadas das mortes. Ele ainda pode recorrer da sentença. No julgamento, negou ter enviado a carta: Havia sido tudo um engano. Na manhã do dia 8 de outubro de 2001, Iqbal e seu cúmplice Sajid Alves foram encontrados mortos em sua cela na prisão Kot Lakhpat. Eles tinham, aparentemente, cometido suicídio enforcando-se com lençóis, embora tenha havido especulações de que eles foram assassinados. As autópsias revelaram que tinham sido espancados antes de morrer. Iqbal é considerado o assassino em série com o maior número de vítimas na história do Paquistão como nação independente.

~ por Vodevil em 13 de setembro de 2010.

Deixe sua dúvida, elogio ou crítica e contribua com o blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: